Fundada em 19 de Novembro de 2004.
Vinculada ao Grande Oriente do Brasil no Rio de Janeiro - GOB-RJ.
Sede provisória à Avenida Marechal Floriano nº199, 13ºandar - Centro - Rio de Janeiro - RJ - Brasil - CEP 20080-005
CNPJ 13.561.223/0001/70
e-mail amaclerj@gmail.com







Para visualizar a letra, por favor, clique na figura.

Para visualizar a letra, por favor, clique na figura.
Letra Acad. Elvandro Burity - Música Acadêmicos Alceu Reis e João Eudes da Silva.

AMACLERJ é verbete na Wikipédia - enciclopédia livre.

AMACLERJ é verbete na Wikipédia - enciclopédia livre.
Para visualizar, por favor, clique na figura.
BIÊNIO 2015/2017

DIRETORIA EXECUTIVA
Presidente - Acad. Eduardo Gomes de Souza
Vice-Presidente - Acad. Paulo Cesar Souza da Cruz
1º Secretário - Acad. Marcos Aurélio Ferreira de Souza
2º Secretario- Acad. Eurípedes Mattos da Silva
Tesoureiro - Acad. Walnir Lima Almeida

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
Acad. Ademilton Madureira Lima
Acad. Alceu Almeida Reis




Cadeira 01 - Patrono Alcindo Guanabara
Acad. Ademilton Madureira Lima

Cadeira 02 - Patrono Alfredo D'Escragnolle Taunay - Visconde de Tunay
Acad.João Eudes Fernandes

Cadeira 03 - Patrono Amadeu Ataliba Arruda Amaral Leite Penteado
Acad. Herculano Barbosa

Cadeira 04 - Patrono Américo Campos
Acad. Ariovaldo Santana da Rocha

Cadeira 05 - Patrono Antonio Carlos Gomes
Acad. Alceu de Almeida Reis

Cadeira 06 - Patrono Antonio Frederico de Castro Alves
Acad. José Carlos Martinho

Cadeira 07 - Patrono Antonio Peregrino Maciel Monteiro - Barão de Itamaracá

Cadeira 08 -Patrono Antonio Vicente Felippe Celestino
Acad. Vicente Paulo Azevedo

Cadeira 09 - Patrono Arthur Silveira da Mota - Barão de Jaceguai
Acad. Paulo Cezar Souza da Cruz

Cadeira 10 - Patrono Benedito Pinheiro Machado Tolosa

Cadeira 11 - Patrono Benjamin Constant Botelho de Magalhães

Cadeira 12 - Patrono Candido José de Araújo Vianna -Marquês de Sapucaí

Cadeira 13 - Patrono Casimiro José Marques de Abreu

Cadeira 14 - Patrono Evaristo Ferreira da Veiga e Barros
Acad. Marcos Aurelio Ferreira de Souza

Cadeira 15 - Patrono Francisco Rangel Pestana

Cadeira 16 - Patrono Hipólito José da Costa
Acad. Eduardo Gomes de Souza

Cadeira 17 - Patrono João Caetano
Acad. Helson Luis Simas de Lemos

Cadeira 18 - Patrono Joaquim Gonçalves Ledo
Acad. Celso Luiz Rocha Serra

Cadeira 19- Patrono Joaquim Aurélio Barrero Nabuco de Araújo

Cadeira 20 - Patrono Joaquim Inácio Ramalho - Barão de Ramalho
Acad. Carmelino Souza Vieira

Cadeira 21 - Patrono Joaquim Saldanha Marinho
Acad. Walnir Lima Almeida

Cadeira 22 - Patrono José Bonifácio de Andrade e Silva
Acad. Gilberto Jorge Cruz Araujo

Cadeira 23 - Patrono José Clemente Pereira
Acad. Aildo Virginio Carolino

Cadeira 24 - Patrono José de Souza Marques
Acad. Ubirajara Gouvea Almeida

Cadeira 25 - Patrono José Carlos do Patrocínio
Acad. Roberto Pumar Silveira

Cadeira 26 - Patrono José Maria da Silva Paranhos Junior - Barão do Rio Branco

Cadeira 27 - Patrono Manuel Arruda da Câmara
Acad. Eurípedes de Mattos da Silva

Cadeira 28 - Patrono Pedro de Alcântara Francisco Antonio João Carlos Xavier de Paula Miguel Rafael Joaquim José Gonzaga Pascoal Serafim de Bragança e Bourbon - D. Pedro I
Acad. Matheus Casado Martins

Cadeira 29 - Patrono Quintino Antonio Ferreira de Souza Bocaiúva
Acad. Dirceu Gonçalves Lima

Cadeira 30 - Patrono Rui Barbosa
Acad. Paulo Gomes dos Santos Filho

Cadeira 31 - Patrono Tristão de Alencar Araripe Junior
Acad. Edimo Muniz Pinho

Cadeira 32 - Patrono Urbano Duarte de Oliveira
Acad. Carlos Roberto Alves

Cadeira 33 - Patrono Washington Luis Pereira de Souza



- Quadro "O APRENDIZ" - Renato Bordini (#)
- Quadro "SANTOS DUMONT" - Nequitz Miguel (#)
- Quadro "O SONHO DO APRENDIZ" - Ubirajara Gouvêa
- Quadro "MARECHAL FLORIANO" - Ubirajara Gouvêa
- Quadro "PARATI" - Carlos Alves

(#) - Doadas ao GOB-RJ e, mais tarde, incorporadas ao acêrvo da AMACLERJ.

domingo, 18 de janeiro de 2015

ALMOÇO DE CONFRATERNIZAÇÃO...

No dia 17 de janeiro de 2015, na  residência dos anfitriões Acadêmico Paulo Gomes dos Santos Filho, a esposa Maria Célia e filhos, em sua residência na Cidade de Petrópolis, recepcionaram os  membros da Academia em concorrido almoço que contou com a presença de Acadêmicos efetivos, honorários e familiares.
Cidade de Petrópolis - de clima amena, construções históricas. Fundada por iniciativa do Imperador Dom Pedro II é frequentemente chamada de Cidade Imperial por ter sido a roa preferida de Dom Pedro para seus momentos de lazer e repouso.
Na oportunidade a Academia ofertou a Panóplia ao Anfitrião e Presidente  Acadêmico Paulo Gomes dos Santos Filho.
Ao casal anfitrião, o Acadêmico Ubirajara Gouvea (artista plástico) presentou uma Tela em OST - retratando Jesus Cristo crucificado, Nossa Senhora e Maria Madalena.
Ao agradecer a presença dos presentes o Presidente da AMACLERJ e anfitrião destacou o apoio recebido da Srª. Rosa - Secretária do GOB - Palácio Lavradio - Rio de Janeiro.
 
 
  
 
 
 

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

NOTA DE FALECIMENTO...

NOTA DE FALECIMENTO
 
Com pesar comunicamos o falecimento, no dia 09 de janeiro de 2015, da Cunhada SHEILA MOLINA PINHO, esposa do atual Grão-Mestre do Grande Oriente do Brasil no Rio de Janeiro - Irmão EDIMO MUNIZ PINHO, Respeitável Acadêmico da AMACLERJ ocupante da Cadeira número 31 - Patrono TRISTÃO DE ALENCAR ARARIPE JUNIOR.
Aos familiares os sentimentos da
Academia Maçônica Artes, Ciências, Letras e Artes.
Paz dos justos!




MENSAGEM ENVIADA PELO ACAD. EDUARDO GOMES DE SOUZA (fundador da AMACLERJ) E  A CUNHADA LIGIA.


Como lidar com a morte de uma pessoa querida?

A morte de um ente querido é um evento que todos nós provavelmente já enfrentamos, e é uma das experiências mais dolorosas de nossas vidas, muitas vezes é uma desses ocasiões difíceis de superarmos. Embora nossa memória guarde sempre a imagem viva desse ou dessa amiga ou parente, o certo é que mesmo podendo algumas vezes haver uma transformação em nossas vidas por tal perda, não podemos necessariamente deixar, no longo prazo, nossas vidas pararem. Lidar eficazmente e de forma positiva com a dor causada por uma tal perda, é indispensável para o processo de recuperação e da capacidade de continuarmos nossa própria vida.
Cada um vai reagir a sua própria maneira, não existe um padrão geral de como cada um irá fazê-lo. O certo é que a dor, em geral, não segue estágios bem definidos e cada um vai passa por várias fases até que supostamente possa superá-la. Ouvimos conselhos como "Seja forte!”, "Anime-se!" ou "Vamos em frente a vida continua!”, ao invés de sermos incentivados a permitir que o nosso sofrimento siga o seu curso natural. O mais importante é que esta tristeza é sua, e ninguém poderá vivê-la por você.
Podemos não acreditar que a pessoa realmente morreu. Podemos ter momentos em que pensamos assim, mesmo muito tempo depois de nosso amigo ou amiga ter morrido. Nossa mente poderá ser enganada, o nosso pensamento confuso. Poderemos, alguns momentos, achar que é difícil concentrar-mo-nos sobre praticamente tudo. Poderemos ser incapazes de concentrar a nossa atenção, mas tudo o que podemos fazer é nos concentrarmos em quem morreu, em nossa vida juntos, nos momentos alegres e felizes, em tudo de bom e agradável que vivemos antes da pessoa querida morrer.
E como podemos ajudar um amigo com a morte de um ente querido?
Alguém que você conhece pode estar passando pelo sofrimento da perda de um ente querido e você quer ajudá-lo. O medo de fazer coisas piores pode levá-lo a não fazer nada. Ainda que você não deseje parecer ser indiferente. Lembre-se que é melhor tentar fazer alguma coisa, mesmo inadequada, do que não fazer nada.
Não tente acalmar ou reprimir as emoções da pessoa em luto. Lágrimas e raiva são uma parte importante do processo de superação. O sofrimento não é um sinal de fraqueza, é o resultado de uma relação forte e que merece a honra de uma forte emoção.
Ao apoiar alguém em sua dor a coisa mais importante é simplesmente ouvir. O luto é um processo muito confuso, expressões e comportamentos lógicos são perdidos. Não use clichês, em vez de frases como as clássicas que vimos acima, o melhor, nesse momento, é perguntar - me diga como você está se sentindo? E, pacientemente, ouvi-lo atentamente! Basta ser um bom ouvinte. As pessoas precisam falar muito sobre a morte de seu ente querido. Quanto mais falam, mais assimilam a realidade. Isso vai parecer uma grande bênção para a pessoa enlutada. Estar presente, mostrar que você se importa e ouvir, é o que mais importa nesse momento.
Seu desejo é ajudar o seu amigo nesse caminho dolorido? Então ajude-o a encontrar o seu próprio caminho por essa trilha de dor. Tenha certeza que todos nós, em um momento como esse, precisamos de uma mão amiga, que nos garanta não estarmos completamente sozinhos nessa jornada. Se você tiver problemas para pensar em algo para dizer, apenas fique lá, sua presença é importante para seu amigo. Não importa que você não tenha palavras para mostrar sua solidariedade, a sua presença é suficiente.
A sua presença não precisa ser longa, pois existem momentos que precisamos de tempo para ficarmos sozinhos, mas certamente sua presença será apreciada.
Meu Caro Irmão - O amor é maior do que a morte. A morte não tem poder para separar aqueles que amor uniu neste mundo.
Lembre-se, meu Caro Irmão, que você não está só, seus familiares, seus amigos e o seu ente querido estão com você! Você não está sozinho. A mulher que você ama, te deixou fisicamente, mas não espiritualmente. Acredito que Ela pode vê-lo e ouvi-lo, mesmo que você não possa vê-la. Com a morte, ela está descartando-se do seu corpo físico, como seria descartar um casaco. Sua amada só está viajando para uma nova terra, onde vai esperar por você. Você também não deve presumir que a pessoa amada partiu e você a perdeu, mais do que nunca você a ganhou em seu coração e na sua memória.
Finalmente as pessoas só morrem quando ninguém mais a lembra! Então Sheila saiba que você sempre estará viva para nós, pois eu e Lígia nunca iremos esquecer você! Sua imagem estará para sempre em nossa memória e em nossos corações! Nunca iremos esquecer os momentos tão felizes que vivemos em todos esses anos! Descanse em Paz nossa querida amiga e em breve nos veremos!
Até breve querida Amiga! Nós te amamos!
Eduardo e Lígia.